Alcateia 43

QUEM SOMOS
Alcateia 43
Patrono – São Domingos Sávio
Fundada em 23 de Maio de 1970 – OSA Nº 4
Filiada em 1 de Julho de 1969 através da OSN Nº 401 – 31 de Maio de 1984

É constituida pelos seguintes Bandos:
Branco
Cinzento
Preto
Castanho

ORIGEM DO LOBITISMO
Em meados da década de 1910, o Escutismo, que naquela altura só admitia rapazes a partir dos 11 anos, deparava-se com um problema: Muitos meninos menores de onze anos também queriam ingressar no Escutismo e, com frequência, eram os irmãos mais novos de escuteiros.
Baden Powell tinha então que tomar providências para solucionar este “problema”. Embora estivesse receptivo à ideia, teve que tomar precaução para evitar que se pensasse que o seu Movimento estava a criar uma espécie de infantário para escuteiros.
As suas preocupações principais eram duas: a primeira, não cansar as crianças desta idade com actividades que estavam além das suas capacidades físicas; e a segunda, evitar o risco de perturbar os rapazes mais velhos, os quais poderiam sentir-se humilhados por terem que realizar as mesmas actividades dos mais jovens.
Para esclarecer as suas ideias, escreveu no final de 1913, as primeiras tentativas de denominar os meninos. Surgiram várias sugestões: Juniores Scouts, Beavers (castores), Wolf Cubs (lobitos), Cubs (filhotes), Colts (potros) e Trappers (ajudantes de caçador).
Em suma, B.P., preocupava-se que o novo ramo do Escutismo tivesse as suas próprias características pedagógicas.
Em 1914, com a ajuda de amigos, publicou um plano resumido para o ramo dos Lobitos (designação escolhida). A publicação desse plano foi acompanhado da promessa de B.P. de elaborar um manual próprio para os pequenos, o qual abordaria um método com características próprias.
Com o início da I Guerra Mundial, o projecto do manual foi adiado. Entretanto, B.P. convidou uma jovem senhora de nome Vera Barclay para assumir a responsabilidade da organização do Ramo Lobitos. Em 1916 surge o livro “Manual do Lobito” escrito por B.P. mas com uma grande ajuda de Vera Barclay.
O fundo educativo do Manual do Lobito foi inspirado no livro “The Jungle Book” (“o Livro da Selva”), de Rudyard Kipling, o grande romancista e poeta inglês, nascido e criado na Índia, e laureado com o Prémio Nobel de Literatura em 1907.

ORGANIZAÇÃO
Denomina-se Alcateia (Iª Secção) a unidade do Escutismo onde estão crianças (Lobitos/as) dos 6 aos 10 anos de idade, de ambos os sexos.
Dentro de cada Alcateia, os Lobitos estão organizados em pequenos grupos, denominados Bandos, onde em cada um existe um Guia de Bando, escolhido pelo/a Chefe da Alcateia, em sintonia com o Bando.
O/A Guia de Bando é coadjuvado por um Sub-Guia.
Cada Alcateia tem de dois a cinco Bandos, cada um constituído por cinco ou seis Lobitos/as. Cada um dos Bandos designa-se e distingue-se por cores próprias dos lobos: Branco, Preto, Cinzento, Castanho e Ruivo. Estas cores figuram no distintivo de cada Lobito e na bandeirola de cada Bando.
O local onde a Alcateia se reúne denomina-se Covil.

MÍSTICA
No CNE, a mística da Alcateia inspira-se no espírito de São Francisco de Assis.
Sem qualquer prejuízo para o espírito cristão, os animadores adultos da Alcateia despertarão e desenvolverão por todos os meios nos seus Lobitos os ensinamentos na Vida da Selva e na história de Máugli, em “O Livro da Selva”, de Rudyard Kipling.
Assim, o/a Chefe de Alcateia e os demais membros da Equipa de Animação atribuir-se-ão os nomes de personagens do “Livro da Selva”: Àquelá, Bàguirá, Balú, Cá, Hathi, etc.